10 lugares mais felizes para se viver

Lugares mais felizes para se viver. Você sabia que existe um ranking dos 10 lugares mais felizes para se viver? Pois é, existe sim e  este ranking  foi feito de acordo com o Relatório Mundial sobre Felicidade de 2013, elaborado pela Universidade de Colúmbia para a ONU (Organização das Nações Unidas) os países mais felizes estão a Norte da Europa. A Noruega e Dinamarca estão classificados em primeiro e segundo lugar, respectivamente, seguindo-se da Suíça. Curioso, não?

Para que houvesse a realização do Relatório Mundial sobre Felicidade foi pedido aos inquiridos de mais de 150 países que medissem numa escala de 0 a 10 vários factores entre os quais: economia, família, esperança de vida, apoio social, liberdade de escolha, relações com a comunidade e instituições públicas.

O relatório conclui que o Mundo se tornou um pouco mais feliz e generoso nos últimos cinco anos, sendo que essa felicidade ficou comprometida em alguns países devido a problemas econômicos e político. É o caso de Portugal onde foram assinaladas descidas consideráveis de felicidade devido à redução do poder econômico, estando listada em 85.º lugar entre 156 países analisados.

10 lugares mais felizes para se viver

Vamos então conhecer os 10 lugares mais felizes para se viver, sua cultura, padrão de vida, entre outros.

Noruega

A Noruega é o primeiro dos 10 lugares mais felizes para se viver. País localizado na Escandinávia e que tem cada vez mais destaque em várias áreas além de petróleo, pesca e área marítima ganhando projeção com áreas como arte, design, inovação urbana, sustentabilidade, economia criativa e empreendedorismo o que tem por consequência atraído muitas pessoas do mundo todo que antes só visitavam Dinamarca e Suécia.

Você sabia que a Noruega é o melhor lugar do mundo para ser mãe? Isso é de acordo com o relatório da ONU. Isso se dá pois na Noruega a taxa de mortalidade materna e infantil é muito baixa, as condições econômicas e o nível de escolaridade são muito boas, a licença maternidade é de 9 meses e o pai ainda pode tirar uma licença de até 3 meses para cuidar do filho.

A Noruega também é uma das sociedades mais avançadas em igualdade de gênero no mundo. Por exemplo, lá é normal uma mulher chegar para paquerar um homem sem sofrer nenhuma crítica machista por isso.

Dinamarca

Como todo país que existe a Dinamarca também possui seus defeitos, mas possui em sua maioria qualidades e estamos aqui para falar um pouco delas.

A Dinamarca é um país super honesto. Quando alguém perde alguma coisa, outras pessoas amarram o que for em uma árvore ou deixam em algum lugar bem visível para que o dono possa encontrar. A segurança é excelente e há uma liberdade sexual e de expressão muito grande.

Islândia

A Islândia é um país de músicos. Alguns se tornaram famosos no mundo todo, especialmente a cantora Björk. A maioria de seus sucessos é cantada em inglês, já que o islandês é uma língua para poucos. Mesmo assim, duas palavras desse idioma se internacionalizaram e ganharam versões até em português: saga e gêiser.

Algo curioso sobre a Islândia é que 10% de sua população já escreveu, ou pretende escrever, um livro. Interessante, não é?

Suíça

Apesar de ser um país relativamente pequeno, a Suíça exerce influência mundial sendo  responsável pela fabricação das marcas mais famosas de relógios, chocolates e principalmente os famosos Bancos Suíços. Mas não é apenas isso, o país é também referência em vários setores como as companhias farmacêuticas e o sistema único de ensino.

A Suíça possui aproximadamente 8 milhões de habitantes cheios de variedades e diferenças. O país é separado por 26 estados chamados de cantões e cada um deles é independente, ou seja, algumas regras e leis mudam de um cantão para o outro.

Finlândia

O país é repleto de paisagens belíssimas e lugares para se aproveitar no verão e no inverno, apesar de a estação quente ser mais curta.

A população (total de cerca de 5,3 milhões de pessoas) se concentra no sul do país, justamente pelo motivo de o norte ser extremamente frio. É o oitavo maior país da Europa em extensão e o menos densamente povoado da União Europeia, tendo apenas 16 habitantes por km².

Para quem deseja conhecer o país, a capital Helsinque é o principal ponto de entrada para a maioria dos visitantes. Na cidade, os turistas vão encontrar os melhores museus do país, galerias de arte, restaurantes e lojas. São muitas atrações culturais para escolher, e alguns dos pontos turísticos mais importantes da cidade incluem o Finlandia Hall, a arquitetura em torno da Praça do Senado, a Fortaleza de Suomenlinna e a igreja de pedra de Temppeliaukio kirkko.

Holanda

Charmosa, moderna e liberal. Essa é uma das melhores definições para a Holanda, que na verdade se divide em duas províncias: Holanda do Norte, onde fica a capital Amsterdã, e Holanda do Sul, onde se situa a sede do governo Haia. Ambas fazem parte da área chamada de Países Baixos, devido à baixa altitude. Cerca de um terço do território holandês encontra-se abaixo do nível do mar.

Canadá

O Canadá possui uma variedade gigantesca e uma enorme preocupação com a qualidade de vida. E, não é por acaso que o Canadá está entre os destinos preferidos dos estudantes brasileiros.

Lá você poderá encontrar de tudo um pouco, tem neve e também tem praia, tem inglês e francês, pessoas hospitaleiras e diversas paisagens incríveis que mais parecem cenas de filme. Se você tiver o privilégio de conhecer e mergulhar na riqueza multicultural de um país mestre em receber outros povos de braços abertos aproveite e curta bastante.

Nova Zelândia10 lugares mais felizes para se viver

A Nova Zelândia é muito conhecida por ser o local das filmagens de filmes como “O Senhor dos Anéis”. Mas, além disso, a Nova Zelândia é muito conhecida entre os brasileiros quando se trata de estudos e trabalho. O alto investimento do governo neozelandês em educação contribui muito para esse interesse.

A qualidade de vida também é muito boa, o que atrai cada dia mais brasileiros, e por isso ela está entre os 10 lugares mais felizes para se viver.

A viagem dura quase um dia inteiro e o fuso horário tem quinze horas de diferença em relação ao Brasil. Mas nenhum sacrifício é muito grande quando se trata da Nova Zelândia. Quem desembarca na terra dos kiwis – o nome que os habitantes locais ganharam em homenagem a um pássaro típico da região – logo fica deslumbrado com o clima tropical, a hospitalidade dos moradores e a bela paisagem, favorável aos esportes radicais ou apenas à contemplação.

Austrália

Você sabia que a cidade de Melbourne, que fica na Austrália, já foi considerada a melhor cidade para se viver 3 vezes desde 2010? Pois é, não é a toa que ela continua neste top 10 de melhores lugares para se viver. A sua capital é Camberra. A briga entre Sydney e Melbourne para serem escolhidas a capital da Austrália foi tanta que o governo resolveu escolher Camberra. Não é um país muito grande, o seu tamanho de ponta a ponta é igual a distância entre Londres e Moscou.

hoje é umas das nações mais ricas do mundo e um dos destinos preferidos de quem procura o exótico com um gosto familiar. Embora tenha paisagens inacreditáveis e raras, tem também praias maravilhosas, um clima parecido ao nosso e peculiaridades que tornam a estada ainda mais agradável. Os australianos são conhecidos pelo jeitão relax e por saberem acolher o viajante, até facilitando as coisas para quem vai fazer algum curso – a Austrália é um dos poucos países que permitem que o estrangeiro trabalhe enquanto estuda.

Suécia

A Suécia é o país mais populoso dos países nórdicos e em superfície é o terceiro maior na União Europeia. A oeste, a Suécia está separada da Noruega por montanhas e a sul uma ponte rodoferroviária liga-a à Dinamarca. Estando tão perto desses dois lugares considerados os melhores do mundo para se viver não é a toa que ele também seja um dos 10, não é?

A Suécia é um dos países com melhor qualidade de vida do mundo e por isso muitos ficam curiosos para saber todos os detalhes sobre o país.

Ah, se você pretende passar um tempo na Suécia, talvez na casa de amigos ou familiares, lembre-se que meias bonitas chamam mais atenção. Mas, o que isso tem a ver? Bom, na Suécia é muito comum tirar os sapatos antes de entrar na casa. Então, se você for para a Suécia, invista em meias legais.

O Brasil está em 22º lugar no índice

O Brasil ficou em 22º lugar no índice dos lugares mais felizes do mundo. Apesar de não estar entre os 10 lugares mais felizes para se viver, estar no 22º lugar é algo positivo se levarmos em consideração a quantidade de lugares avaliados.

Sabemos que o Brasil ainda tem muito o que melhorar, apesar de ser rico em diversos áreas ainda é necessário muitas melhoras.

10 lugares mais felizes para se viver
5 (100%) 3 votes

Veja como é SIMPLES e BARATO Emagrecer de uma forma Rápida e Certeira

Deixe um comentário