Especialistas alertam que ressaca aumenta os riscos de infarto, em qualquer idade

Especialistas alertam que ressaca aumenta os riscos de infarto, em qualquer idade, mesmo que você não tenha histórico familiar e sinais que indiquem que precisa procurar um médico cardiologista.

Você sai com os amigos, bebe a noite toda e, no outro dia, lá está ela. A ressaca não escolhe idade, gênero ou porte físico.

Se até agora o que te preocupava era seu fígado a dor de cabeça e a ânsia de vômito, você não vai gostar de saber que existe coisa muito mais séria para se preocupar.

Especialistas alertam que ressaca aumenta os riscos de infarto

Especialistas chegaram a conclusão de que o abuso de álcool pode aumentar consideravelmente o risco de problemas cardíacos, entre eles o infarto. Mesmo em pessoas que não tem histórico familiar de doenças do coração ou outros fatores de risco que são conhecidos.

Isso é o que sugere o estudo Alcohol Abuse and Cardiac Disease (Abuso de álcool e doença cardíaca) que foi dirigido pelos especialistas da Universidade da Califórnia, em San Francisco, Isaac R. Whitman, Vratika Agarwal, Gregory Nah, Jonathan W. Dukes, Eric Vittinghoff, Thomas A. Dewland e Gregory M. Marcus.

Segundo o estudo, o abuso de álcool pode causar:

  • Aumento de 40% do risco de infarto;
  • Risco duas vezes maior de fibrilação atrial ou batimento cardíaco irregular;
  • Aumento de 2 a 3 vezes de insuficiência cardíaca congestiva.

Segundo um dos autores do estudo, Gregory M. Marcus, existe uma noção de que beber faz bem à saúde, o que não é verdade.

A imagem acima mostra uma das tabelas do estudo que comprova os riscos da Ressaca e álcool relacionados aos problemas de coração e infarto do miocárdio.

“Mostramos aqui que não apenas o álcool em excesso aumenta substancialmente o risco de fibrilação atrial e insuficiência cardíaca, mas também o infarto, fenômeno que dados anteriores haviam sugerido que poderia ser mitigado pelo consumo moderado de álcool” (Gregory M. Marcus, Pesquisador).

Como o estudo foi realizado

Para encontrar a conexão entre abuso de álcool e problemas cardíacos, Marcus e sua equipe analisaram informações de mais de 14,7 milhões de adultos da Califórnia que passaram por cirurgia, atendimento de emergência ou internação hospitalar entre 2005 e 2009.

Aproximadamente 268 mil pacientes tinham sido diagnosticados com abuso de álcool e, consequentemente, ressaca frequente.

O aumento do risco de infarto, fibrilação atrial e insuficiência cardíaca congestiva associado com o consumo excessivo de álcool no estudo foram similares em magnitude a outros fatores de risco bem conhecidos como diabetes, pressão alta e obesidade.

O estudo foi publicado na revista especializada “Journal of the American College of Cardiology.”

Qual a solução?

A solução então é parar de beber, correto? Se você conseguir fazer isso sim. Seria o melhor a se fazer.

Num país em que o consumo per capita de cerveja (apenas uma das bebidas alcoólicas) passa dos sessenta litros anuais, não dá para pensar que parar de beber é uma opção tão simples assim, pois está na cultura do país tropical o consumo de bebidas alcoólicas, principalmente de cerveja.

Especialistas alertam que ressaca aumenta os riscos de um infarto

A solução é a moderação e o cuidado antes e depois de uma noite de conversas e diversão regadas a álcool. Principalmente para não ter uma ressaca terrível no outro dia e trabalhar passando mal.

Você não precisa parar de beber para não correr o risco de ter um infarto ou outras doenças do coração por conta do excesso e da ressaca do dia seguinte.

O que você precisa é saber blindar seu fígado e outros órgãos que são afetados pelo excesso de álcool, gerando assim a ressaca e aumentando os riscos de infarto, sem contar outras doenças relacionadas ao assunto e que não foram abordadas no estudo acima.

Chega de kit ressaca

Para isso a primeira coisa a fazer é parar de comprar kit ressaca. What? Como assim?

Isso mesmo, a indústria farmacêutica ganha uma fortuna com esse tipo de medicamento, mas ele não está ajudando em nada seu fígado. Pelo contrário. Pelo menos é isso que você percebe assim que lê a bula desses medicamentos e pesquisa “um pouquinho” sobre o assunto. Faça isso e vai ficar surpreso com o que vai descobrir.

→ Aqui você encontra algumas informações relacionadas a esse assunto

Acesse o link acima e vai se surpreender com a indústria farmacêutica.

Como curar a ressaca?

Outro ponto é puxar um pouco a memória. A bebida está na sociedade desde sempre. E os medicamentos são algo mais moderno. Então como se curava de uma ressaca antigamente?

Como seu avô tratava a ressaca para ir para o mato no dia seguinte trabalhar no sol e ganhar o sustento da família? Já parou para pensar nisso?

Ele usava aquilo que estava ao alcance de suas mãos. E é algo tão simples, que chega a ser incrível que as pessoas comprem medicamentos caros e que prejudicam outros órgãos, para se recuperar de ressaca ou então poder beber mais sem se preocupar com o amanhã.

Como evitar a ressaca?

Muito além de curar a ressaca, os antigos (minha mãe gostava de falar assim) eles sabiam como evitar a ressaca, que é o melhor a fazer. E sem deixar de beber bebidas muito mais fortes do que a que temos acesso hoje.

Eles descobriram algo revolucionário que foi simplesmente deixado de lado por propagandas como…

“Tome um engov antes e um engov depois”.

Mas agora você pode voltar a ter noites entre amigos, com bebidas alcoólicas, sem se preocupar com a ressaca do dia seguinte e os perigos que ela traz a sua saúde e seu coração.

A solução fora da indústria farmacêutica

cura pelas plantas

A solução para não ter Ressaca Nunca Mais não passa pela indústria farmacêutica, pois ela ganha com sua dor e sofrimento. Ela alivia os sintomas, mas não cura realmente, não te protege, por exemplo, de ter um infarto por conta do excesso de bebida.

A solução é fazer um tratamento antes e depois, para realmente não ter ressaca e os demais sintomas de uma noite de bebedeira. Sem remédios que levam seu dinheiro embora, e sua saúde também, já que sempre existem as contra indicações e efeitos colaterais.

Faça como seu avô que não tomava remédio, mas se blindava de uma forma natural, com ingredientes que você tem na sua casa.

Agora você pode continuar correndo risco de ter um infarto ou pode parar de beber (mais fácil desejar a paz mundial 😉 ) ou pode fazer outra coisa.

Usando o Ressaca Nunca Mais, um produto totalmente natural, você nunca mais vai precisar comprar kit ressaca ou parar de beber.

→ Quero conhecer o Ressaca Nunca Mais

Chega de passar o dia seguinte parecendo um zumbi… Acesse o link acima agora mesmo e conheça o Ressaca Nunca Mais.

Especialistas alertam que ressaca aumenta os riscos de infarto, em qualquer idade
5 (100%) 6 votes

Deixe um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.